Novos tratamentos para o Alzheimer

Pesquisador vem ao Espírito Santo apresentar novos tratamentos para a doença. Faça sua inscrição

Publicada em 07/05/2012
  • TELEFONE: 2734212089
  • LOCAL DO EVENTO: Cineteatro

O neurologista, pesquisador e doutor em Medicina pela Universidade de São Paulo (USP) Paulo Caramelli, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), vem ao Espírito Santo apresentar uma palestra de atualização sobre o diagnóstico e o tratamento da doença de Alzheimer, problema de saúde frequente na população idosa.

Pesquisas mundiais recentes descobriram um medicamento capaz de paralisar o avanço da doença de Alzheimer, doença que acomete cerca de 5% da população brasileira com mais de 65 anos de idade, percentual dentro da média mundial. É o que conta o doutor Hebert Cabral, professor da Universidade Vila Velha.

A doença é objeto de pesquisas crescentes no Brasil e no mundo, especialmente voltadas para a busca de diagnóstico mais precoce e mais preciso, e de novas formas de tratamento. “Caramelli é um dos grandes pesquisadores brasileiros sobre a doença de Alzheimer e vem ao estado apresentar essas novas informações”, explica o professor Cabral.

A associação internacional sobre a doença de Alzheimer (Alzheimer´s Disease International - ADI) estima que o número de pessoas com algum tipo de demência ou doença de Alzheimer no mundo deve praticamente dobrar em 20 anos.

Dados de 2010 revelam que há 35, 6 milhões de doentes no mundo. Em 2030, devem ser 65,7 milhões, e a previsão é de que haja 115,4 milhões de pacientes em 2050. No Brasil, a Academia Brasileira de Neurologia (ABN) realizou em 2010 um levantamento que revelou que as mortes por doença de Alzheimer no país passaram de 1.343 em 1999 para 7.882 em 2008, um aumento superior a 500%.

Serviço
Palestra: Doença de Alzheimer: a busca do diagnóstico precoce e de formas de tratamento mais eficazes
Local: Cineteatro da UVV
Data: 14 de maio (segunda-feira)
Horário: 9h30 às 11h
Inscrições: www.uvv.br

O evento é gratuito e aberto para a comunidade em geral.

Palestrante
Paulo Caramelli possui graduação em Medicina pela Universidade de São Paulo (USP) e residência médica em Neurologia pelo Hospital das Clínicas da mesma instituição. Bolsista do CNPq (modalidade doutorado sanduíche) na Universidade de Montréal, Canadá. Em 1997 concluiu o doutorado em Medicina (área de concentração em Neurologia) pela Faculdade de Medicina da USP. Atualmente é professor adjunto do Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais, coordenador do Serviço de Neurologia do Hospital das Clínicas da UFMG e coordenador do Grupo de Pesquisa em Neurologia Cognitiva e do Comportamento desta instituição.