11º Encontro Nacional de História da Mídia

21, junho de 2017

O projeto de extensão Relatos Ausentes, do curso de Jornalismo, marcou presença no 11º Encontro Nacional de História da Mídia (Alcar 2017). O artigo (O)posição pelo riso: O humor como estratégia discursiva no jornalismo alternativo capixaba, apresentado pelas alunas do 5º período, Caroline Viviana Bandeira e Julia Uliana Pellegrini, ganhou o Prêmio José Marques de Melo de Estímulo à Memória da Mídia.

O grupo de pesquisa teve aprovação de cinco trabalhos para apresentação no evento. Além do prêmio principal, o Relatos Ausentes trouxe mais duas vitórias na bagagem. O artigo apresentado pela aluna do 5º período, Thereza Cristina Rocha, “Contexto subjetivo, conteúdo subjetivo: O jornalismo literário como estratégia de resistência durante a ditadura militar”, ganhou como melhor trabalho do GT “História da Mídia Impressa”. A aluna do 7º período, Marcella Amorim, e sua dupla, a egressa Ana Carolina Ronchi, receberam o prêmio de melhor trabalho do GT “História do Jornalismo”, com o artigo “Jornalismo e instituições: A educação representada no jornal alternativo Posição”. Todos os trabalhos submetidos foram orientados em conjunto pelos coordenadores do projeto: Nicoli Tassis, Rodrigo Cerqueira e Raquel Dornelas.

A aluna Julia Uliana conta um pouco mais do seu trabalho. “O nosso artigo analisa como o humor foi usado no jornal capixaba Posição no período da ditadura militar. É um jornal engraçado, que tem um teor de crítica contra os problemas sociais que aconteciam na época”. Sua parceira de artigo, Caroline Viviana Bandeira, complementa que “buscamos criticar de forma construtiva o próprio jornalismo”.

Rodrigo Cerqueira, um dos professores envolvidos no projeto, fala sobre a oportunidade de ganhar três prêmios em um único evento. “É um reconhecimento muito importante. Levamos 5 artigos, envolvendo 9 alunos. Assim a gente vai ampliando as possibilidades de participação”. Rodrigo ainda comenta que o projeto começa a funcionar como referência. “Existe uma expectativa sobre a continuidade do trabalho. Isso é fruto da qualidade dos trabalhos que a gente levou”. A professora Raquel Dornelas ressalta que “muito mais do que apresentação de um trabalho, foi uma experiência de formação para as alunas”.

A ALCAR reúne pesquisadores e representantes da história da mídia de diversas instituições científicas e acadêmicas do Brasil. Inicialmente, o evento tinha o intuito de comemorar os 200 anos da imprensa no Brasil, em 2008. Em 2017, aconteceu o 11º encontro, realizado na Universidade Presbiteriana Mackenzie, em São Paulo.

Coordenado pelos professores Nicoli Tassis, Raquel Dornelas e Rodrigo Cerqueira, o Relatos Ausentes teve início em 2013, com o intuito de investigar a relação entre a imprensa e a ditadura militar no Espírito Santo. Percebendo a carência de material para estudos, o projeto iniciou um trabalho voluntário de pesquisa no acervo da Rede Gazeta. A partir disso, começaram a jornada de documentar a imprensa capixaba durante a ditadura.

A professora Nicoli Tassis conta o quanto o Relatos Ausentes é especial para ela. “Eu tenho orgulho desse projeto, porque a gente vê as pessoas que participam – tanto professor quanto aluno – crescerem muito. Em conhecimento e qualidade de escrita, como pesquisador”.

Além de pesquisas que promovem a expansão do conhecimento acadêmico, o Relatos Ausentes documentou, em vídeo, entrevistas com 10 jornalistas capixabas que atuaram durante a ditadura pós-64. Então, o projeto deu origem a uma série que foi exibida em rede nacional, veiculada pelo Canal Futura, no ano de 2016.

Mas o sucesso não para por aqui. Olha o tanto de coisa que essa equipe já participou!

 

10º Encontro Nacional de História da Mídia (ALCAR 2015) 
UFRGS – PORTO ALEGRE

TRABALHOS APROVADOS:

– Exibição e debate do programa televisivo “Glecy Coutinho, coadjuvante nunca!” (Rodrigo Cerqueira e Sara Pavani);

– “Relato, Memória, e Imaginário: a construção do fato no jornalismo e na história a partir de depoimentos orais” (Nicoli Tassis e Rodrigo Cerqueira – Mesa temática);

– “Se não entender, a gente desenha: a charge como via alternativa para a crítica social na imprensa capixaba durante a ditadura pós – 1964” (Amanda Câmara, Roberta Santos – GT História da Mídia Alternativa);

– “O olho do dono protege o gado: jornalismo e ditadura militar no Espírito Santo” (Ana Carolina Ronchi; Camille Porto – GT História do Jornalismo);

– “(H)A Militância no Jornalismo” (Sara Pavani, Marcella Rocha – GT História do Jornalismo).

* Os três artigos listados acima foram finalistas do prêmio da 3ª Edição do Prêmio José Marques de Melo de Iniciação Científica.

 

 

38º Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação (INTERCOM NACIONAL 2015) 
UFRJ – RIO DE JANEIRO

TRABALHOS APROVADOS:

– “Relatos Ausentes na Ditadura Militar: o Lugar da Memória em Depoimentos Orais de Jornalistas Capixabas” (Nicoli Tassis e Rodrigo Cerqueira – GP História do Jornalismo);

– “De Maridos, Editores e Censores: a Repressão Social e Política na Formação da Jornalista Glecy Coutinho” (Roberta Fernandes e Rodrigo Cerqueira – Intercom Jr. – DT Jornalismo);

– “Posição: o Jornal que Tem um Lado”. (Ana Carolina Ronchi e Nicoli Tassis- Intercom Jr. – DT Jornalismo).

 

Canal Futura (2016)

– Exibição dos 10 programas televisivos feitos a partir das entrevistas com profissionais da imprensa capixaba atuantes durante a Ditadura Militar. Disponíveis agora também na Internet, no canal do Sala de Notícias (Canal Futura – Youtube).

 

Exposição de Pesquisa Experimental em Comunicação (EXPOCOM SUDESTE 2016)

CEUNSP – SALTO (SP)

PRÊMIOS NAS CATEGORIAS

– Cinema e Audiovisual – Modalidade “Vinheta”

– Categoria Produção Transdisciplinar – Modalidade “Produção Multimídia”

 

 

24ª Exposição de Pesquisa Experimental em Comunicação (EXPOCOM NACIONAL 2016)

USP – SÃO PAULO

PRÊMIOS NACIONAL – 1º lugar NA CATEGORIA

– Cinema e Audiovisual – Modalidade “Vinheta”

 

 

11º Encontro Nacional de História da Mídia (ALCAR 2017)

Vencedor do Prêmio José Marques de Melo de Estímulo à Memória da Mídia – 1º lugar nacional

GT “Mídia Alternativa”

Título: (O)POSIÇÃO PELO RISO: O HUMOR COMO ESTRATÉGIA DISCURSIVA NO JORNALISMO ALTERNATIVO CAPIXABA

Alunos(as): Caroline Viviana Bandeira e Julia Uliana Pellegrini

Turma: J5M

 

Melhor Trabalho do GT “História da mídia impressa”

Título: CONTEXTO SUBJETIVO, CONTEÚDO SUBJETIVO: O JORNALISMO LITERÁRIO COMO ESTRATÉGIA DE RESISTÊNCIA DURANTE A DITADURA MILITAR

Alunos(as): Thereza Cristina Rocha

Turma: J5M

 

Melhor Trabalho do GT “História do Jornalismo”

Título: JORNALISMO E INSTITUIÇÕES: A EDUCAÇÃO REPRESENTADA NO JORNAL ALTERNATIVO POSIÇÃO

Alunos (as): Marcella Amorim e Ana Carolina Ronchi (egressa)

Turma: J7M

 

GT “História do Jornalismo”

Título: A TAÇA É NOSSA: FUTEBOL E IDENTIDADE BRASILEIRA NA DITADURA MILITAR
Alunos (as): Emelly Duarte e Eduarda Goldstein

Turma: J3M

GT “Mídia Alternativa”

Título: A RESISTÊNCIA EM ANÚNCIO: A PUBLICIDADE COMO ELEMENTO DISCURSIVO NO JORNAL ALTERNATIVO POSIÇÃO

Alunos(as): Amanda Louzada e Paloma Pompermayer

Turma: J7M e J5M

 

Parabéns! Temos muito orgulho de vocês!