"Adote Uma Casa" transforma vidas através de um novo e reformulado lar

13, abril de 2018
Imagine um projeto universitário que pode contribuir para a melhoria da qualidade de moradia das comunidades em condições necessitadas. Um projeto onde a casa dessas pessoas é reformada, adaptada para o seu conforto, minimizando o ambiente insalubre e aumentando a autoestima dessa família. Pois é, esse projeto é real! 
 
O NEP, Núcleo de Estudos e Práticas dos Cursos de Arquitetura e Urbanismo, Design de Produto e de Engenharia Civil, é um ateliê de projetos de pesquisa e extensão universitária da UVV, que tornou tudo isso realidade. 
 
O Adote uma Casa é um projeto de extensão onde os alunos, juntamente com os professores e empresas parceiras, realizam melhorias habitacionais em forma de assistência técnica gratuita para as famílias que moram nas comunidades de São José (Vitória) e Vila Dom João Batista (Vila Velha). Essas melhorias são feitas em casas que não possuem o mínimo de habitabilidade, sofrem com problemas básicos como ventilação, insolação, salubridade e acessibilidade. 
 
As famílias contempladas são selecionadas por uma triagem a partir dos parceiros institucionais locais, que junto ao poder público (por meio das secretarias de ação social) pré-definem aquelas com o perfil do projeto. Eles recebem uma equipe de profissionais constituída por arquitetos, engenheiros e estudantes que buscam como prioridade a implantação de melhorias em três principais quesitos: salubridade, acessibilidade e conforto térmico. “O projeto foi pensado em consonância com a missão e os valores da UVV, ou seja: sensível às causas sociais e culturais, atuar com inovação, comprometimento e cidadania, junto às populações carentes. ”, relata o coordenador técnico, Alexandre Nicolau.
 
As casas recebem financiamento de empresas parceiras e dos parceiros institucionais locais, que são instituições que atuam nas regiões no âmbito social, dando apoio ao projeto. No município de Vitória o parceiro institucional local é a Fundação Beneficente Praia do Canto (FBPC), e em Vila Velha o MOVIVE.
 
Além dos impactos gerados nas comunidades e a formação humana, o projeto proporciona aos alunos a aplicação do conhecimento adquirido em sala de aula, por meio de atividades de assessoria técnica à população dos locais atendidos, vivenciando o funcionamento de um escritório de projetos.  
 
“O projeto tem gerado expectativa entre moradores do bairro São José, que esperam que a atividade traga melhorias em sua qualidade de vida. Além disso percebe-se que existe através da ajuda mútua de vizinhos e parentes que existe sim a possibilidade da melhora da qualidade da habitação com técnicas projetuais simples”, conta o coordenador.
 
Neste ano, o projeto ampliará sua ação com a assessoria técnica gratuita no bairro São José. O escritório atuará em larga escala, prestando assistência técnica de forma mais consistente e com maior número de empresas parceiras. 
 
Mais do que um projeto de extensão, o “Adote Uma Casa” busca transformar vidas através de um novo e reformulado lar.