Canudos saem de circulação na UVV

27, agosto de 2018

Medida é parte de uma série de soluções sustentáveis em vigor na universidade

 

Seguindo uma tendência mundial, a proibição do uso de canudos de plástico em estabelecimentos comerciais tem se tornado realidade em diversas cidades do Brasil.  

Aqui na UVV, as lanchonetes há algumas semanas já não distribuem canudos a alunos e colaboradores. Antes, cerca de 70 mil canudinhos eram gastos anualmente na universidade, segundo o supervisor de Conservação, Limpeza e Jardinagem da UVV, Márcio Martins.

Atitudes como esta fazem parte do desenvolvimento sustentável da instituição. E isso se reflete em diversas medidas tomadas ao longo dos anos. 

A finalidade das lixeiras espalhadas pela UVV, por exemplo, é determinada conforme a cor de cada uma delas. As azuis são para resíduos recicláveis, encaminhados à Associação de Reciclagem Revive; e as cinzas servem para outros tipos de materiais, como orgânicos, papeis metalizados, plastificados ou engordurados e isopores. 

“Em 2016, por meio de uma proposta do atual gerente da Procuradoria da UVV, Leonardo Dantas, foi encerrado o fornecimento de copos descartáveis para os setores administrativos. No lugar, os colaboradores receberam copos duráveis”, esclarece Márcio Martins.

Martins lista, ainda, outros trabalhos que a UVV realiza para produzir menos lixo. Entre eles, estão a reutilização de envelopes para o envio de postagens internas. A medida prevê que um mesmo envelope seja usado cerca de 48 vezes antes do descarte. 

O desperdício também caiu consideravelmente quando as impressões voltadas a atividades internas passaram a aproveitar os dois lados das folhas de papel. A ideia partiu do Departamento de Tecnologia de Informação da universidade, em parceria com o Departamento de Compras e o Departamento de Comunicação Integrada. 

“Futuramente, pretendemos implantar em nossas unidades acadêmicas coletores próprios para o descarte de apostilas, cadernos e demais materiais comuns ao cotidiano do estudante, como pinceis, canetas, entre outros. Assim, poderemos tornar a separação e destinação do lixo ainda mais proveitosa para os processos de reciclagem”, finaliza Martins. 

Trabalhos de reciclagem são fundamentais para a estabilização das mudanças causadas pela poluição. Aliando desenvolvimento com sustentabilidade, a UVV se orgulha em colaborar com a formação de uma consciência coletiva voltada ao respeito ao meio ambiente e ao consumo responsável.