Treinamento Funcional e Recuperação Musculoesquelética

Várias são as razões que justificam este curso: o crescente aumento do número de profissionais da saúde, em especial educadores físicos e fisioterapeutas que atuam com o treinamento funcional nos últimos anos cria a demanda de oferecimento de um curso de especialização que qualifiquem-os, aprimorando seus conhecimentos teórico, científicos, tecnológicos e práticos. Observa-se, porém, que ainda não está claro a todos os profissionais da área o conceito de treinamento funcional, a quem ele se destina e quais são as reais vantagens de sua aplicação.

As técnicas utilizadas no treinamento funcional seja para condicionamento físico, melhora da capacidade funcional ou para recuperação das lesões musculares e articulares são cada vez mais investigadas e sugeridas como proposta de intervenção na prescrição de exercícios ou reabilitações ortopédicas nos cenários nacionais e internacionais, sendo que os resultados destas pesquisas necessitam ser transmitidos aos profissionais envolvidos com a orientação do exercício físico, seja na perspectiva de qualidade de vida e saúde, como também, na perspectiva da recuperação musculoesquelética. O treinamento funcional foi criado nos Estados Unidos por diferentes autores e pesquisadores, e vem sendo muito bem difundido no Brasil, ganhando inúmeros praticantes na última década. Tem como princípio preparar o organismo de maneira íntegra, segura e eficiente através do centro corporal onde estão presentes os músculos profundos e estabilizadores da coluna vertebral, chamado nesse método por CORE. Proporciona ao corpo, maior autonomia e eficiência para desempenhar suas atividades de vida diária (AVDs) diminuindo o índice de dor lombar e lesões musculoesqueléticas, além de possibilitar resultados mais satisfatórios em termos de melhor ajuste postural e diminuição de lesões nos praticantes de atividades físicas de diferentes modalidades e atletas profissionais.

O mercado é crescente e precisa de profissionais competentes. De acordo com os últimos dados divulgados pela Organização Mundial da Saúde (OMS), estima-se que 80% da população mundial terá, ao menos, um episódio de dor lombar durante a vida, podendo levar a quadros mais graves de lesões. No Brasil é considerada adoença crônica mais comum, a segunda maior causa de aposentadoria por invalidez segundo dados da Escola Nacional de Saúde Pública, atingindo cerca de 36% da população. Cada dia mais indivíduos tem relatado a incidência de dor nas costas, perdendo apenas para relatos de cefaleia (dor de cabeça), quadro que tem se expandido devido a erros posturais, obesidade, posições incorretas no ambiente de trabalho e até a execução errada durante a prática de exercícios[1].

Atualmente é possível perceber um aumento no número de pessoas acometidas por lesões musculoesqueléticas específicas ou sintomas álgicos em regiões do corpo sem diagnóstico clínico. Tais indivíduos normalmente iniciam tratamento fisioterapêutico, visando amenizar os sintomas e recuperarem o tecido danificado. Recentemente novas evidências apontaram a necessidade da continuidade do processo de recuperação/reabilitação através do treinamento funcional no período pós-fisioterapia, visando á prevenção da reincidência da lesão e prevenindo o surgimento de novas lesões.

De acordo com American College of Sports Medicine (ACSM, 2015), o resultado da pesquisa anual 2015/2016 feita com cerca de 3000 experts no assunto, apontou o treinamento funcional, pelo segundo ano consecultivo, entre as dez modalidades com maior potencial de crescimento no mundo. É uma importante tendência contemporânea na área da atividade física e saúde, onde o planejamento do treinamento é feito levando-se em consideração as características do indivíduo e suas atividades do cotidiano. Exercícios feitos com o peso do próprio corpo e sem equipamentos para melhorar o equilíbrio, diminuir índice de dor e lesões e preparar o corpo para as atividades básicas do dia a dia ou do esporte são  recomendadas. A tendência é que esse tipo de treino seja mais aproveitado por adultos e por praticantes da terceira idade[2].

O crescente aumento do número de profissionais que atuam com o treinamento funcional nos últimos anos cria a demanda de oferecimento de um curso de especialização que qualifiquem-os para esta modalidade, aprimorando seus conhecimentos teórico, científicos, tecnológicos e práticos.

A aplicação do treinamento funcional exige a supervisão direta de um profissional especializado com uma boa base de conhecimento para atuação profissional. Dessa forma, o Curso de pós-graduação em Treinamento Funcional e Recuperação Musculoesquelética da Universidade Vila Velha- UVV pretende preencher uma lacuna existente na formação continuada de profissionais que lidam diariamente com a saúde, doença e prevenção nos seus ambientes de trabalho, como: academias, centros de treinamento, clínicas de reabilitação, estúdios, consultórios, hospitais, entre outros.


Formar, capacitar e desenvolver profissionais com competências e técnicas em nível de pós-graduação,que permitam identificar, avaliar e prescrever soluções de acordo com as disfunções físicas, e patologias apresentadas pelo aluno/paciente.

Graduados em ciências da saúde, especialmente: educadores físicos, fisioterapeutas e áreas afins.

As aulas serão presencial e quinzenalmente as Sextas: 19h às 22h30 e Sábados: 08h às 11h20 e das 12h30 às 16h. Aulas às segundas, terças, quartas e quintas poderão ocorrer, mas em caráter especial e agendado com antecedência. Será destinada ainda uma carga horária específica de orientação dos trabalhos finais de curso.

• Corpo docente multidisciplinar de excelência acadêmica e experiência prática, composta por: profissionais de educação física, médicos  com especialidade em cardiologia e ortopedia, fisioterapeutas e nutricionista.

• Aula prática no Laboratório de Anatomia.

• Módulos (teóricos e práticos) de Avaliação Funcional com equipamentos super atualizados.

• Interação com empresas parceiras (clínicas, estúdios e academias) para visitas técnicas.
• Mercado de trabalho em total expansão para atuação de equipe multiprofissional especializada, que atuem com prevenção e recuperação musculoesquelética através do exercício físico adaptado.

1. A turma só será confirmada quando alcançar o mínimo de 25 alunos matriculados.

2. Todos os cursos são reconhecidos com excelência pelo MEC/INEP.

3. A Universidade trabalha com profissionais com experiência prática, de mercado, e profundo conhecimento teórico.

4. A UVV trabalha com desconto de 10% na mensalidade para ex-alunos, empresas conveniadas e grupos de 05 ou mais alunos.

5. O curso tem 420 h/a e duração de até 18 (dezoito) meses, sendo:

  • 360 h/a presenciais
  • Pelo menos 60 h/aula de atividades extraclasse (estudos e trabalhos individuais e/ou em grupo), relacionados as disciplinas ministradas.

Mais informações pelo telefone 27 – 3421 2263 ou 3421 2261 após as 14h.

PREVISÃO DE INÍCIO: MARÇO DE 2019.

Duração: 18 meses
Regime: Quinzenal
Local: Vila Velha
Telefone: (27) 3421-2263
Email: dpg@uvv.br
Valor da inscrição: R$ 280,00
Parcelas: 20x R$: 520,00

Matriz curricular

  • Biomecânica Funcional: Análise das alterações e disfunções posturais

    12 H

  • Anatomia Funcional da Coluna Vertebral: Deformidades estruturais e posturais, patologias e suas recomendações.

    24 H

  • Bases para Análise Fisiológica do Exercício Funcional

    12 H

  • Bases do Treinamento do Core e Estabilização Neuromuscular Dinâmica: Exercícios Baseados na Cinesiologia do Desenvolvimento

    24 H

  • Fundamentos Básicos do Treinamento Funcional: Função Articular, Padrões de Movimento e Prevenção de Lesões

    24 H

  • Alterações e lesões de Joelho, Quadril e Ombro: Recuperação Funcional

    16 H

  • Aspectos Práticos do Treinamento Funcional Aplicado à Musculação

    12 H

  • Desenvolvimento da Força, Potência, Velocidade e Resistência: Aplicado ao Treinamento Funcional

    24 H

  • Liberação Miofascial, Pontos Gatilhos e Banda Neuromuscular (taping)

    24 H

  • Treinamento Funcional Aplicado nas Populações Especiais I: Idosos e Principais Doenças Crônicas

    12 H

  • Treinamento Funcional Aplicado nas Populações Especiais II: Crianças e Adolescentes

    12 H

  • Treinamento Funcional Aplicado nas Populações Especiais III: Gestantes e Pós-Parto

    12 H

  • Treinamento Funcional Para Usuário De Cadeira De Rodas

    12 H

  • Treinamento Funcional Pós-Lesões Ortopédicas I: Da Reabilitação ao Treinamento

    12 H

  • Treinamento Funcional Pós-Lesões Ortopédicas II

    12 H

  • Atendimento de Urgências/Emergências (Ressuscitação Cardiorrespiratória e Primeiros Socorros: Noções Básicas)

    12 H

  • Avaliação Funcional: Análise e Reprogramação Neuromuscular

    24 H

  • Marketing Pessoal e de Relacionamento e Gestão de Negócios

    08 H

  • Materiais no Treinamento Funcional: Seleção de Exercícios e Escolha de Equipamentos

    08 H

  • Modelos de Periodização Aplicados ao Treinamento Funcional para Qualidade de Vida e Saúde: Organização e Planejamento em Longo Prazo

    16 H

  • Tópicos Especiais I

    04 H

  • Tópicos Especiais II

    04 H

  • Tópicos Especiais III

    04 H

  • Projetos Práticos com Mentoria I

    18 H

  • Projetos Práticos com Mentoria I

    18 H

COORDENADOR(A)

Michelli Christian Soares Santos Gomes

Mestra em Políticas Públicas e Saúde pela Escola de Medicina da Santa Casa de Misericórdia de Vitória; Especialização/ Residência em Ortopedia Multiprofissional - Hospital Albert Einstein/SP; Especialização Internacional em Pilates e Core Training – Escola BMC Pilates (Argentina). Formação Intenacional em Isostretching (Método Francês de Ginástica Postural); Formação Internacional em DNS (Dynamic Neuromusuclar Stabilization); Formação em Ginástica natural.

Atualmente é docente da graduação no curso de Educação Física da UVV; Coordenadora e decente de Pós-graduação UVV; Orientadora do Laboratório de Estudos do Movimento e Exercícios Funcionais- LEMEF. Coordenadora do Projeto de Extensão “Movimentando a Saúde” (Ginástica Laboral UVV). Membro da Comissão de Ética Disciplinar do Conselho Regional de Educação Física –CREF1; Possui vasta experiência nas seguintes áreas: Pilates e Reprogramação Motora Funcional.

https://wwws.cnpq.br/cvlattesweb/PKG_MENU.menu?f_cod=2AB85927FF6959C0BFA714610AAF3D76

Você tem interesse em conhecer a UVV?

Os campus da UVV-ES possuem infraestrutura de padrões internacionais, com complexos laboratoriais de alta tecnologia e diversos serviços pensados para tornar a experiência do aluno inesquecível. Você pode conhecer melhor a UVV-ES fazendo um tour virtual, ou agendando uma visita. Seja bem-vindo a #FamíliaUVV.