Pesquisadores da UVV recebem bolsa de Doutorado Junior

20, junho de 2018

Incentivo do CNPq é o primeiro concedido a um projeto da instituição

 

Quanto mais se aprende, mais se percebe a existência de uma infinidade de outras informações a serem descobertas. É isso que motivou o coordenador do programa do curso de Mestrado em Ciências Farmacêuticas da Universidade Vila Velha, Elisardo Corral Vasquez, a buscar e a conquistar uma bolsa de Pós-Doutorado Junior do CNPq, a primeira concedida a um profissional da UVV, de acordo com Vasquez. 

Conforme explica o próprio site do CNPq, as bolsas de Pós-Doutorado Junior têm a finalidade de possibilitar ao pesquisador a consolidação e a atualização de seus conhecimentos por meio de pesquisas junto a grupos e instituições de reconhecida excelência no país. 

Elisardo é graduado em Biomedicina, com Mestrado e Doutorado em Fisiologia Humana, e contará com a colaboração da Doutora especializada em Toxicologia, Fernanda Gobbi Amorim.

 

Fernanda Gobbi Amorim é Doutora em Ciências, com ênfase em Toxicologia, pela FCFRP/USP, Mestre em Biotecnologia e graduada em Farmácia e Bioquímica pela UFES.

 

“A contemplação da bolsa mostra que a UVV tem adquirido cada vez mais reconhecimento na área científica. O projeto ainda conta com colaborações de grandes instituições do Brasil, como a USP, e do exterior, como a Universidade de Liège (Bélgica), que poderá ser útil inclusive para o processo de internacionalização da UVV e do Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas”, explica a especialista. 

O projeto aprovado envolve a bioprospecção de moléculas bioativas pela análise proteômica sobre o Kefir e a aplicação dessas moléculas como agentes antihipertensivos. 

kefir é um probiótico funcional geralmente derivado do leite. Trata-se de uma colônia de bactérias benéficas ao corpo-humano que é cultivada e consumida cotidianamente a fim de otimizar diversas funções do organismo.  

“Em relação ao desenvolvimento do trabalho, eu serei responsável pela realização dos experimentos, análise dos dados e escrita dos artigos científicos. Nesse contexto, o pesquisador de pós-doutorado tem uma certa autonomia e o Prof. Vasquez atuará como supervisor das minhas atividades, dando suporte científico, uma vez que ele possui anos de experiência com mais de 150 artigos publicados na área em que se insere o projeto”, finaliza. 

A bolsa de Pós-Doudorado Junior concedida pelo CNPq tem duração de 12 meses e pode ser prorrogada por outros 12. Os estudos começarão em breve e serão desenvolvidos, principalmente, nos laboratórios da Universidade Vila Velha – UVV.