Uma nova chance para Mel

22, novembro de 2018

Um terreno baldio e uma cadelinha em apuros. Este foi o cenário em que bombeiros encontraram o animal, que estava dentro de um buraco, pregado a um pedaço de madeira pela pata.

O resgate foi feito imediatamente após receberem ligações de vizinhos, e a cadelinha foi encaminhada ao Hospital Veterinário daqui da Universidade Vila Velha, ainda presa pelos pregos.

A equipe médica, formada por professores e alunos do nosso curso de Medicina Veterinária, agiu no mesmo instante. A cadela foi anestesiada para o procedimento de retirada da madeira e recebeu até um nome temporário: Beba.

A vida de Beba mudava ali, em meio a pessoas que não pensaram duas vezes antes de garantir que ela tivesse uma nova chance.

Enquanto recebia os cuidados clínicos, além de muito amor e boas vibrações, alunos e colaboradores da UVV uniram-se para custear os tratamentos necessários para a recuperação da peludinha. Eles criaram uma caixinha de arrecadação que circulou por todo o hospital.

A aluna do curso de Medicina Veterinária, Karoline Endring, apaixonou-se imediatamente pelo animal. “Quando vi aquela carinha de assustada, a primeira coisa que senti foi uma vontade de pegar no colo e fazê-la sentir que podia ser amada e cuidada, e que nem todo ser humano é ruim”, conta.

Após um longo mês de tratamento, a cadelinha recebeu um novo lar, a casa da Karol, em Marechal Floriano; e um novo nome, Mel. Um laço de amor foi criado e uma nova história se iniciava, dando um rumo diferente para um bichinho que sempre mereceu bons cuidados.

Hoje a Mel está bem, com a pata cicatrizada e esbanjando uma alegria que não cabe dentro dela. A professora Betânia Monteiro foi uma das responsáveis pela recuperação da Mel. “Quando ela foi trazida pelo bombeiros havia uma preocupação com a dor que a paciente poderia estar sentindo e com as manobras que poderíamos realizar para prestar assistência médica, num momento que todos estávamos consternados com o sofrimento que ela estava passando. Aos poucos ela foi revelando a sua simpatia e conquistando a todos”, conta.

O Hospital Veterinário da UVV realiza atendimentos de baixo custo à comunidade, por meio de assistência laboratorial, atendimento clínico-cirúrgico, diagnósticos por imagem (Raio X), internações, castrações e cirurgias rotineiras.

Os casos podem ser de baixa, média ou alta complexidade, como o da Mel. São recebidos animais de pequeno, médio e grande portes (cães, gatos, equinos e bovinos), pequenos ruminantes (cabras) e silvestres. Saiba pelo telefone 27 3421-2185.